Publicado em Deixe um comentário

O girassol, multifuncional, é uma flor comestível.Sim!!

Girassol (Helianthus annus). Quando falamos em girassol automaticamente associamos à flor que gira em direção ao sol. Mas isso foi comprovado por um botânico já em 1880 que o Girassol só acompanha o sol quando pequeno. Isso porque o lado que recebe menos luz cresce mais e isso faz com que o caule incline. Quando adulto se posiciona com mais frequência do lado esquerdo.

Costumo dizer que O Girassol tem multifunção.

Ele é responsável pela maior produção de óleo vegetal  do mundo, que é usado na culinária e em cosméticos, inclusive nos hidratantes labiais da Linha Lipx, por ser rico em Vit E. Esse óleo é extraído das suas sementes que na verdade são os frutos das flores que ficam em seu miolo. Nossa Deborah, que confuso? Explico, o Girassol é uma inflorescência. As “pétalas” amarelas na verdade não são pétalas, são lígulas que protegem toda a inflorescência da flor. No miolo é onde encontramos as centenas de flores que compõem a planta. E cada florzinha dessa gera seu frutinho que é a semente de girassol, muito usada hoje como base na alimentação #plantbased.

O girassol também tem 2 funções agrícolas interessantes e importantes para a Sustentabilidade. Primeiro que ele é plantado como adubo verde em produções orgânicas. Ele faz parte do mix de sementes utilizado para trabalhar o solo antes do plantio de determinada olerícula. Ele tem a capacidade de retirar o silício da terra, o que ajuda muito em uma produção sem químicos. Outra função numa produção Orgânica é a de Quebra-Vento , ele consegue proteger a plantação  “diminuindo” a ação do vento, evitando que as plantas sejam arrancadas ou quebradas, além de fazer uma barreira natural contra insetos e bichinhos indesejados. Como? Esses insetos e pragas “param” nele antes de chegar nos produtos plantados. Se chegar perto de uma produção orgânica e se aproximar dos girassóis verá quantos bichinhos e polinizadores ficam nele. É até um pouco aflitivo. Parece que ele está sendo devorado! E  Na verdade está!

E mais uma função que é ainda pouquíssimo falada. O girassol é uma flor comestível. Sim!! Podemos comer suas lígulas branqueadas misturadas em saladas, arroz, risotos. O seu botão floral (antes da flor abrir) também pode ser cozido e servido como aspargo. O Girassol está dentro das 85% de espécies de flores comestíveis do mundo, se produzido de forma orgânica!

Uma flor tão linda, chamativa mas que tem um ciclo de vida rápido. Brota, floresce, gera seus frutos e sua beleza se vai muito rápido.

Que tal começar a plantar girassóis no quintal de casa, dentro do apartamento num cantinho ensolarado e degustar cada parte dele que é de comer. Tenho certeza que será uma experiência inusitada e até divertida se as crianças participarem.

E aí, Vamos Comer girassóis!?

Beijos Floridos

Deborah Gaiotto

@deborahnafazenda

Para saber mais dos nossos lipbalms, sugerimos que veja também esta publicação: https://www.labot.com.br/porque-os-labios-ficam-ressecados/

Publicado em Deixe um comentário

Volume nos lábios sem procedimentos invasivos, sim!

Abra espaço em seu nécessaire natural e sustentável para produtos tecnológicos e poderosos.

Você já deve ter reparado que muitas famosas andam exibindo lábios volumosos por aí. A tendência levou celebs, influenciadores e fãs para as cadeiras de consultórios e clínicas estéticas em busca de preenchimentos, comumente feitos com ácido hialurônico. Mas, tão logo teve seu boom, a novidade já entrou em declínio. Isso porque, na contramão dos procedimentos invasivos, a beleza natural vem tendo um aumento exponencial. E isso engloba não só ativos mais naturais – isso é, uma composição que, ao ler, você saiba exatamente o que traz – mas também o boom da autoaceitação, poupando seu corpo de químicas e composições que podem ser nocivas no futuro. Até Kylie Jenner, conhecida mundialmente por lábios para lá de grandes, voltou atrás e removeu todo o preenchimento, causando novo furor nas redes sociais e levantando um debate sobre esse assunto.

Mas, entenda: se você morre de amores por uma boca um pouco mais volumosa e com contorno definido, isso está longe de ser um problema. O mercado de produtos naturais segue em constante avanço para entregar, em fórmulas bem mais simples, resultados que antes só eram esperados de sintéticos mirabolantes. E isso vale inclusive para lábios com mais volume.

É o caso do nosso LipX Extra Volume, com eficácia comprovada em aumentar o volume e ainda melhorar a definição da área dos lábios. Na fórmula, ativo verde poderoso, como o extrato oleoso da alga-marrom, Sea fern, espécie de alga encontrada na Bretanha e obtida por um processo inovador de cultura para atuar na nutrição lipídica, melhorando a definição e aumento de volume dos lábios. Junto dessa espécie de alga, aparece também a manteiga de monoi do Tahiti, que proporciona hidratação progressiva e duradoura para entregar o desejado bocão. Importada diretamente da Polinésia Francesa, essa matéria-prima é fabricada de maneira especial, de acordo com as regras locais: mergulhando as flores de Tiare em óleo de coco. Esse processo torna  a manteiga rica em ácidos graxos responsáveis por prolongar a hidratação e reestruturar o volume dos lábios.

Usado todos os dias, de manhã e à noite, o produto funciona como um tratamento e entrega lábios com mais volume a partir de três semanas de uso contínuo. E o melhor: sem precisar de retoques e agulhadas. Se você for do tipo que gosta de resultados instantâneo, tem mais: a partir da primeira aplicação, você já tem como efeito garantido a hidratação prolongada, o toque macio – sim, assim como o rosto e o corpo, seus lábios também precisam de atenção especial e cuidados com produtos específicos.